Início, Blog

, Saiba como preparar o seu apê pra receber seu animal de estimação

Voltar

Saiba como preparar o seu apê pra receber seu animal de estimação

Estilo de vida - 07.08.2018

Por menor que seja o espaço no apartamento, quem é apaixonado por animais de estimação
sempre dá um jeitinho de ter a companhia deles dentro de casa.

Com criatividade e organização, é possível arrumar um cantinho exclusivo para o “novo
morador”, para que ambos se sintam em casa.

Acredite! Organizar um espaço para os pets é uma tarefa simples, já que eles precisam
essencialmente de amor, carinho e cuidados básicos para ficarem bem.

Se você está pensando em adotar um animalzinho de estimação, e mora em apartamento, confira as nossas dicas para te ajudar a ter uma convivência tranquila e amigável com seu pet.

Deixe o apê seguro
Antes de levar o pet para o apartamento, é importante preparar os ambientes para que a sua
segurança seja garantida:
– Providencie telas de proteção para a sacada e para as janelas.
– Tome cuidado com a fiação elétrica, pois os pets adoram roer tudo o que veem pela frente.
– Guarde produtos de limpeza em armários com portas e mantenha as embalagens bem fechadas.

Áreas exclusivas
Os animais de estimação merecem ter um cantinho agradável, para que os seus dias sejam
tranquilos e felizes:
– Pertences do pet, como potes de água e de comida devem ficar numa área exclusiva do
apartamento.
– Também é ideal ter um segundo local para que eles façam suas necessidades. Em apartamentos,
o mais indicado é deixar o “banheiro” dos pets na área de serviço ou na sacada.
– Para que os objetos do pet não fiquem espalhados pelo apê, separe uma gaveta ou uma caixa
para manter tudo num único lugar.

Passeios frequentes
Os animais de estimação que vivem em apartamentos devem sair para passear com certa
frequência, pois podem sofrer com a falta de atividades físicas. Se não são levados para passear, podem engordar e ter problemas respiratórios e cardiovasculares, além de dores nas articulações.
A falta de atividades também pode ocasionar sedentarismo e levar o pet à depressão.

Mas claro, depende do seu animalzinho. Gatos normalmente não precisam (e não gostam) de
passear (sem falar em aves, roedores e outros pets), algumas raças de cães sofrem menos com a
solidão e algumas precisam de mais exercícios que outros.

Ensine seu pet a respeitar os limites
Se você daquelas pessoas “cachorro só no pátio”, saiba que é possível colocar limites para o seu
cão dentro de um apartamento. A dica é colocar um portãozinho para que ele respeite os limites
dos ambientes onde a sua entrada é proibida. Presenteá-lo com um biscoitinho quando ele
obedece é uma boa tática para ele aprender isso de forma rápida.

Limpeza dos ambientes
A limpeza das áreas do pet e do apartamento como um todo deve ser feita regularmente. Nossa
dica é: passe o aspirador de pó nos cômodos algumas vezes por semana (principalmente se tiver
gatos ou cães com pelos curtos). Já o lugar onde ficam os potes com água e comida deve ser
higienizado diariamente. Caminhas e cobertores dos pets devem ser lavados a cada 15 dias.

Para evitar odores, o ideal é usar tapetes higiênicos e trocá-los todos os dias. O mesmo vale para
a areia das caixinhas dos gatos. Ainda há a possibilidade de treinar seu cão para fazer
necessidades somente ao passear, mas saiba que você precisará passear com ele(a) pelo menos 2
vezes todos os dias.

Detalhes
– Tanto cães, quanto gatos devem ter suas unhas cortadas periodicamente para que não arranhem
móveis e não incomodem os vizinhos com o barulho ao caminhar.
– Animais de portes pequenos e médios são os ideais para apartamentos, mas tem quem não se
importa em dividir o espaço com animais maiores. É importante apenas lembrar que, quanto
maior o bichinho, mais espaço e exercícios ele precisa no dia a dia (a menos que você tenha um
bulldog inglês).
– Evite deixá-los sozinhos por muitas horas. Se for viajar, leve junto, deixe na casa de um
parente, um hotel ou chame um amigo ou vizinho que possa passar um tempo com o pet e
alimentá-lo segundo a sua rotina. Já existem até empresas especializadas neste tipo de serviço.

E não esqueça, todo o bichinho precisa de amor, atenção e carinho, banhos frequentes e
consultas ao veterinário. Portanto, prepare também suas finanças para adicionar mais este
integrante à sua família.

Comentário sobre esta notícia

Não perca mais nenhum conteúdo como este