Início, Blog

, Por que investir em imóveis no novo governo?

Voltar

Por que investir em imóveis no novo governo?

Investimento - 13.12.2018

Historicamente, o mercado imobiliário é uma das alternativas mais seguras de investimento, muito procurada por pessoas com perfil patrimonialista, que querem deixar um legado de proteção para a família.

Quem acompanha esse mercado, já deve ter percebido que, desde 1970, muitos ciclos têm se repetido. Ciclos compostos por cenários de recessão, recuperação, expansão e excesso de oferta. O último ciclo completo foi pós-crise de 2008, iniciando sua recuperação em 2010, chegando ao topo em 2014. Em 2015, com o impeachment, o mercado entrou numa nova crise.

Mas, e agora?

Novo presidente assumindo em 1º de janeiro. O que será que está por vir?

É nesse momento que precisamos analisar os sinais da economia como um todo para falar de expectativas para 2019 para quem investe em imóveis.

Primeiro, analisamos o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor – Amplo), um dos mais importantes índices e que é medido pelo IBGE mês a mês. Quanto menor o IPCA, maior o poder de compra do brasileiro.

Segundo o Relatório de Mercado Focus, divulgado no início de dezembro, a média do IPCA acumulado de 2018 baixou de 3,94% para 3,89%. Uma queda que sinaliza bons ventos.

Em seguida, olhamos para a SELIC, a taxa básica de juros que regula o mercado. Quanto mais baixa, mais atrativo o investimento em imóveis fica.

Verificar o Índice de Confiança do Consumidor também é essencial. Segundo o Instituto Brasileiro de Economia (FGV/IBRE), o ICC atingiu 93,2 pontos em novembro, o maior nível em quatro anos.

Outro índice interessante de ser analisado é o Case-Shiller Index, que acompanha os preços das casas americanas e que vem apresentando altas consecutivas.

Já para os investidores que buscam a rentabilidade no aluguel, é primordial consultar o Índice FipeZAP, que analisa a variação dos preços das locações em 20 cidades brasileiras, e registrou alta de 2,06% em 2018.

Com esses dados em mãos, somados à Resolução 4.676 do Banco Central, que estimula a concorrência da oferta de crédito imobiliário e a elevação do valor dos imóveis que podem ser financiados pelo FGTS para R$ 1,5 milhão, pode-se concluir que o mercado imobiliário está realmente numa fase de retomada, revelando-se um ótimo investimento para 2019.

FASE DE RETOMADA INDICA MOMENTO IDEAL PARA INVESTIMENTO EM IMÓVEIS.

Outros números que indicam uma melhora no mercado imobiliário:

  • a Câmara da Indústria da Construção certificou que houve um crescimento de mais de 17% nas vendas de imóveis no segundo semestre de 2018.
  • e a taxa atual de financiamento em 9% (a mais acessível dos últimos anos).

Esses fatos reforçam a ideia de que tem mais gente comprando ou inclinada à comprar nos próximos 12 meses.

DIANTE DESTE CENÁRIO POSITIVO, ACERTAR ONDE INVESTIR É A GRANDE CARTADA.

Mais uma vez, a dica principal para o seu investimento em imóveis é escolher bem a localização.

Com o dia a dia das pessoas cada vez mais corrido, quanto mais a localização do imóvel permitir deslocamento rápido, mais sua procura e sua valorização serão garantidas. Afinal, tudo o que as pessoas querem é perder menos horas no trânsito para ter mais qualidade de vida, ou seja, mais tempo para o que e quem realmente importa.

Outro item que tem sido decisivo na hora de fechar uma compra ou aluguel, é a estrutura oferecida pelo empreendimento.

Atenta a tudo isso, a MML prepara um lançamento especial para o primeiro semestre de 2019, sempre oferecendo as melhores opções ao mercado, seja para investimento ou moradia, destacando-se pela qualidade entregue em cada obra e pela satisfação de seus clientes.

Acesse http://vivamml.com.br e cadastre-se para estar entre os primeiros a conhecer este projeto.

Comentário sobre esta notícia

Não perca mais nenhum conteúdo como este